Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

André Martinho

Escritas sobre a busca por sabedoria, rumo a um ser humano melhor.

André Martinho

Escritas sobre a busca por sabedoria, rumo a um ser humano melhor.

Os benefícios da oração

A oração mal não faz! Antes pelo contrário quando feita com sinceridade.

A oração é quase sempre e por todos considerada como uma prática ligada a questões espirituais e religiosas, sendo algo imprescindível neste mesmo contexto. Mas vamos procurar saber quais os benefícios desta prática. Serão reais ou meros placebos?

Orar e rezar. Quais as diferenças?

Segundo o Dicionário Priberam, oração, reza e até mesmo prece, têm as três o mesmo significado, ou seja, na definição de cada uma das palavras, estão presentes as outras duas.

No entanto como é sabido, hoje em dia as palavras estão um quanto afastadas da sua origem etimológica, e de acordo com o Dicionário Etimológico:

O latim "orare" tinha o sentido de pronunciar uma fórmula ritual, uma súplica, um discurso, pedir, rogar, pleitear, advogar. Estas duas últimas acepções estão presentes nos cognatos "oração" (lat. "oratione") e orador, da linguagem jurídica. Mas o verbo, por influência do latim da Igreja, especializou-se no sentido de suplicar a Deus, rezar. "Recitare", ler em voz alta, recitar, ler, além da forma erudita "recitar", com o mesmo sentido, deu-nos a forma popular "rezar", cujo sentido se especializou como recitar ou ler orações.

Posto isto percebemos que existem diferenças, diferenças essas que andam de mãos dadas com as diferentes práticas entre as diferentes religiões mais ou menos ritualísticas, sendo a reza algo mais próximo de um ritual.

Psicologia da oração

Muito se tem estudado a respeito dos benefícios de orar, chegando a conclusões positivas tais como:

O leitor que que porventura não seja crente, talvez esteja a deduzir que estes benefícios a serem reais não se aplicam a si pelo simples facto de não crer num Deus.

Mas é possível confirmar o contrário pois estes mesmos benefícios podem aplicar-se a si numa outra perspectiva, não numa oração ou reza em que fala com Deus, mas em afirmações positivas em que fala consigo próprio.

Algumas preces

Seguem-se três orações bastante conhecidas, a oração do Pai Nosso, ensinada por Jesus aos seus discípulos, o 23° Salmo do Rei Davi, um dos Salmos mais poderosos e a Oração da Serenidade, muito popular nos grupos de recuperação de adições, sendo a sua autoria incerta.

Oração do Pai Nosso na Bíblia

Pai nosso, que estás nos céus!
Santificado seja o teu nome.

Venha o teu Reino;
seja feita a tua vontade,
assim na terra como no céu.

Dá-nos hoje o nosso
pão de cada dia.

Perdoa as nossas dívidas,
assim como perdoamos
aos nossos devedores.

E não nos deixes cair
em tentação,
mas livra-nos do mal,
porque teu é o Reino, o poder e a glória para sempre. Amém.

in BíbliaOn

Salmo 23

O Senhor é o meu pastor; de nada terei falta.

Em verdes pastagens me faz repousar
e me conduz a águas tranquilas;

restaura-me o vigor.
Guia-me nas veredas da justiça
por amor do seu nome.

Mesmo quando eu andar
por um vale de trevas e morte,
não temerei perigo algum, pois tu estás comigo;
a tua vara e o teu cajado me protegem.

Preparas um banquete para mim
à vista dos meus inimigos.
Tu me honras,
ungindo a minha cabeça com óleo
e fazendo transbordar o meu cálice.

Sei que a bondade e a fidelidade
me acompanharão todos os dias da minha vida,
e voltarei à casa do Senhor enquanto eu viver.

in BíbliaOn

Oração da Serenidade

Deus, conceda-me a serenidade
para aceitar as coisas que não posso mudar,
a coragem para mudar as coisas que posso
e a sabedoria para discernir uma da outra.
Vivendo um dia de cada vez,
apreciando um momento de cada vez,
recebendo as dificuldades como um caminho para a paz
e, como Jesus, aceitando as circunstâncias do mundo
como realmente são, e não como gostaria que fossem.

Confiando que o Senhor tudo fará
se eu me entregar à Sua vontade;
pois assim poderei ser razoavelmente feliz nesta vida
e supremamente feliz ao seu lado na eternidade.

Amém.

in Celebrando a Recuperação

Creio que de uma coisa é possível ter a certeza, a oração mal não faz! Antes pelo contrário quando feita com sinceridade, seja a oração, a reza ou até mesmo as tais afirmações positivas, pois os estudos mencionados anteriormente aplicam-se também a estas.

Quero terminar com uma exortação a todos para que não menosprezem a oração a Deus, porque é benéfica e estamos a passar por tempos em que há muita gente que vive tão mal consigo própria que dificilmente conseguirá pôr em prática o acto de fazer afirmações positivas.

Sendo este um claro sinal de que só lhe resta voltar-se para Deus.