Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

André Martinho

Escritas sobre a busca por sabedoria, rumo a um ser humano melhor.

André Martinho

Escritas sobre a busca por sabedoria, rumo a um ser humano melhor.

NoFap vs. Porn

Como em qualquer problema, o primeiro passo para o resolver é reconhecer que se tem um problema.

Existem diversos tipos de adicções, sejam elas álcool, droga, tabaco, café, trabalho, comida, jogo, etc. Certos vícios são mais nocivos que outros, mas todos são prejudiciais, ou não seriam vícios.

Neste artigo vou abordar um dos vícios mais comuns do que a maioria das pessoas pensa, pois a pessoa que sofre deste vício tem sobre si, para além da adicção, uma grande vergonha, principalmente os homens.

Refiro-me ao vício da pornografia e masturbação compulsiva.

Como tudo começa

Tudo começa mais ou menos na puberdade, quando algo nos faz excitar e ter uma erecção, o que nos leva depois a querer conhecer o nosso corpo, até que descobrimos que os nossos órgãos genitais são sensíveis e nos dão prazer quando estimulados.

Chega então o dia em que de alguma forma somos introduzidos à pornografia, antigamente em forma de revistas, hoje em canais de TV dedicados, bem como em sites porno.

E é aqui, com a pornografia em jogo que a situação se complica. Pois os efeitos da masturbação só por si, já são discutíveis e com o estímulo visual da pornografia, surge um grande problema para a vida de qualquer jovem a caminho de se tornar adulto.

E é um problema difícil de resolver, pois vivemos numa sociedade em que nos informam sobre os supostos benefícios da masturbação em detrimento dos seus malefícios.

Isto num contexto em que é extremamente fácil para uma criança ter acesso a conteúdo porno, o que a irá impulsionar a se masturbar cada vez mais.

Entretanto, esta prática vai provocando alterações no nosso cérebro, alterações essas que nos levam a ser reféns dos chamados gatilhos.

Gatilhos

Um gatilho pode ser:

  • Uma cena explícita na televisão;
  • Uma mulher provocadora com quem nos cruzamos na rua;
  • Uma situação de stress, em que a recompensa da ejaculação e do orgasmo é vista como a única solução para se acalmar.

Os gatilhos podem ser diversas coisas, as quais nos fazem sentir uma vontade enorme de obter a recompensa, e à medida que o vício se prolonga, mais difícil se torna de satisfazer essa vontade, é por isso que quem é viciado em pornografia por muito tempo, o conteúdo que o satisfaz vai se tornando de cariz cada vez mais extremo.

Consequências

consequências da pornografia e masturbação.jpg

Esta imagem reune diversos efeitos do consumo excessivo de pornografia, os quais foram reportados por várias pessoas que lutam contra esse vício.

Desses efeitos podemos destacar:

  • Vergonha;
  • Insegurança e baixa autoestima;
  • Depressão;
  • Baixa concentração;
  • Fadiga;
  • Fetiches induzidos pela pornografia;
  • Objectificação da mulher;
  • Disfunção eréctil;
  • Dificuldade em socializar com o sexo oposto;
  • Falta de interesse em pessoas reais.

Estes são apenas alguns dos efeitos, não mais nem menos graves que todos os listados na imagem acima.

Haverá benefícios?

Este artigo reflete a minha opinião, e a minha opinião é contrária ao que a maioria dos profissionais sugerem, que a masturbação é saudável.

Há até profissionais (uma minoria) que advogam o consumo da pornografia. Ainda que alertem para que o consumo seja de forma moderada, não deixa de ser algo maléfico.

É conhecido o modo de vida degradante dos profissionais desta indústria. Não consigo apontar um único aspecto bom da pornografia, assim sendo, não vejo de que forma o produto desta mesma indústria nos possa de alguma forma ser benéfico.

Quanto á masturbação são inúmeros os casos de pessoas presas ao vício. Tal como as drogas, a masturbação é altamente viciante, pois o objectivo da masturbação é obter o prazer sexual de forma mais rápida. E o prazer sexual é dos prazeres que mais nos prende mas que também nos move. É poderoso.

Se facilmente se cai na adicção não deveria ser sugerido como saudável.

Como parar?

Acredito que é possível ultrapassar esta adição pelos próprios meios.

Como em qualquer problema, o primeiro passo para o resolver é reconhecer que se tem um problema.

Acredito que todas as adicções são formas de preencher vazios que temos. Daqui partimos para o segundo passo que é tentar preencher esses vazios com outras coisas, por sua vez benéficas.

Temos de tentar descobrir do que realmente gostamos, aquilo que nos preenche ou seja, descobrir qual é aquela coisa que quando a fazemos não damos conta do tempo passar.

Enquanto estamos absorvidos por essa coisa que tanto gostamos, não nos estamos destruir. E a gratificação que tanto buscamos surge por outro intermédio, de uma forma que não nos deixe com sentimentos de culpa, vergonha e todos os outros efeitos nocivos.

Até descobrir do que realmente gostamos, podemos combater o vício com exercício físico ou banhos de água fria, isto para começar a sair da zona de conforto, pois qualquer vício é algo onde se procura conforto.

Movimento NoFap

Existe uma comunidade online denominada de NoFap, a qual disponibiliza material de suporte para quem quer se libertar do vício da pornografia e da masturbação.

Algo interessante deste movimento são os desafios da abstenção chamados Reboot. Estes desafios consistem em abster-se de pornografia e masturbação durante 90 dias.

Há três níveis de Reboot, todos com a duração de 90 dias:

  • Lite Mode (Abstenção de pornografia);
  • Standard Mode (Abstenção de pornografia e masturbação);
  • Hard Mode (Abstenção de pornografia, masturbação e sexo).

A ideia é que durante os desafios, a pessoa vá partilhando a experiência na comunidade, de forma a ajudar e ser ajudada.

Conservação seminal e seus benefícios

Eis alguns dos benefícios proporcionados pela prática da não ejaculação ou seja, a conservação do sémen:

  • Energia;
  • Confiança;
  • Criatividade;
  • Benefícios nas relações sociais;
  • Motivação;
  • Redução da ansiedade e vergonha;
  • Autodisciplina;
  • Etc.

É necessário distinguir o movimento NoFap da prática da conservação seminal. O movimento NoFap nasceu com o propósito de através da conservação seminal, mudar a vida de quem vive preso à pornografia e consequentemente à masturbação.

Já a conservação seminal por si só, é uma prática milenar, não é, nem nunca foi sinónimo de celibato, mas foi praticada por pessoas bastante notórias da história, incluindo grandes pensadores como Sócrates.

Famosos que praticam ou praticaram a conservação seminal
  • Sigmund Freud
  • Nikola Tesla
  • Mahatma Gandhi
  • Steve Jobs
  • Muhammad Ali
  • David Haye
  • Manny Pacquiao
  • Napoleon Hill
  • Curtis "50 Cent" Jackson
  • Kanye West

Conclusão

A vontade de escrever este artigo é antiga, faltou foi o tempo e também a forma de o abordar. Poderia dizer que faltou a coragem mas não, o meu único receio era escrever este artigo de qualquer maneira.

Mas porque motivo estarei eu a falar de coragem? Talvez pergunte o leitor.

O motivo é óbvio, pois a luta de todo aquele que vive com esta adicção também é a minha luta.

Por isso este artigo surge como um contributo e mais um caso a juntar a todos os outros que provam que este é um problema mais normal do que se pensa.

Este artigo é também uma confissão.

E o que vou dizer a seguir, é especialmente para os jovens e adolescentes que passam por isto e têm dificuldades em se relacionar com o sexo oposto e, em muitos casos com pessoas no geral, seja na escola ou na rua, sentindo-se isolados, refugiam-se cada vez mais no vício por se sentirem anormais:

Eu tenho mulher e dois filhos, sou uma pessoa dita, aparentemente normal, tenho uma vida e família construída mas, também tenho esse teu problema.

Por isso, o meu recado para ti jovem, é que certamente não és anormal, mas tenho a certeza de que este vício é que te fez sentir anormal e não sabes ao certo o que surgiu primeiro, se o sentimento ou o vício.

Por isso, esquece a ideia de seres anormal e assume este problema pelo menos para ti próprio, depois luta contra ele.

Escreve na barra de pesquisa da Play Store do Google "Nofap" e vais encontrar várias aplicações que te podem ajudar a para com esta adicção.

Ganha inspiração nas mais valias da conservação seminal e não desistas pois não estás sozinho.