Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

André Martinho

Escritas sobre a busca por sabedoria, rumo a um ser humano melhor.

André Martinho

Escritas sobre a busca por sabedoria, rumo a um ser humano melhor.

Espiritualidade no Metaverso

Parece que não aprendemos nada com a pandemia...

Recentemente li uma notícia intitulada Líderes religiosos debatem sobre ir à igreja no metaverso. Devido à origem dessa notícia ser um site dedicado às criptomoedas e toda a tecnologia envolvente, não vi a devida cobertura aos prós e contras da adopção desta tecnologia, quer para a prática religiosa, quer para a vida social.

Portanto este artigo vem colmatar o vazio que existe sobre essa temática, sendo direccionado quer para crentes e não crentes, pois as vantagens desta tecnologia são para todos assim como as suas desvantagens. 

O que é o Metaverso

O Metaverso é como uma internet em 3D, onde as pessoas podem encontrar-se, interagir e até mesmo viver virtualmente. É como se fosse um grande playground digital, com jogos, redes sociais, e até mesmo mundos inteiros para explorar. Mas ao contrário de um único jogo ou rede social, o Metaverso é uma mistura de muitos desses ambientes, todos conectados entre si. É como se fosse uma nova dimensão digital, onde a imaginação é o único limite.

Por outro lado, o Metaverso não é apenas um jogo ou uma rede social específica. É muito mais amplo do que isso. Também não é algo que se possa tocar ou sentir fisicamente, pois tudo acontece dentro de computadores e dispositivos digitais. Em vez disso, é uma experiência virtual, onde pode se sentir presente e interagir com outras pessoas e objectos digitais (NFTs), mas tudo acontece dentro do mundo da tecnologia.

Prós e Contras

Toda a tecnologia é neutra, pois o uso da mesma depende de decisões humanas. No entanto para identificar os prós e os contras de qualquer tecnologia criada neste tempo em que vivemos, não pode ser negado o facto de que a tecnologia evolui muito mais rápido que a Humanidade. Isto significa que o ser humano no geral não está pronto para lidar com esta tecnologia em pleno controlo, seja da tecnologia em si, bem como de suas próprias tendências. O flagelo da adicção às redes sociais através dos smartphones é prova disso.

Vantagens

  • Acesso a novas formas de entretenimento e experiências imersivas;
  • Oportunidades de trabalho remoto e colaboração em ambientes virtuais;
  • Conexão global facilitada com pessoas de diferentes partes do mundo;
  • Exploração de novas identidades e expressão criativa em ambientes digitais.

Desvantagens

  • Possível isolamento social e desconexão da realidade física;
  • Dependência excessiva de tecnologia e aumento do sedentarismo;
  • Questões de privacidade e segurança dos dados pessoais;
  • Potencial para criar desigualdades sociais, especialmente para aqueles que não têm acesso ou habilidades digitais.

O que é a Religião?

Etimologicamente, a palavra significa "ligar de volta", o que sugere a função da religião: devolver o homem ou converter o homem a Deus, redireccionar e elevar sua consciência mundana para o objecto de sua contemplação legítima. Geralmente, religião significa teísmo ou crença em Deus.

[...]

Tem como objectivo facilitar e fortalecer a direcção humana em direcção a Deus, remover as barreiras que possam existir entre o crente e Deus. Para o Rosacrucianismo, a principal barreira é a ignorância. E para o homem moderno, essa ignorância nasce do orgulho e do pensamento materialista.

In Revista Rays from the Rose Cross Novembro/Dezembro de 1995

Religiões no Metaverso

Existem diversas denominações religiosas a marcar presença no Metaverso, desde Igrejas Evangélicas, sendo a Igreja Batista da Lagoinha a primeira Igreja do Brasil a ministrar cultos com esta tecnologia. No entanto, mais religiões estão presentes no Metaverso como o Islão e o Judaísmo.

Mas entenda-se que ao estar a Igreja Batista da Lagoinha no Metaverso, não significa que todas as denominações evangélicas estejam presentes, estão outras como a Igreja Adventista do Sétimo Dia, mas não todas. O mesmo se aplica ao Islão e ao Judaísmo bem como qualquer outra religião que possa também estar presente.

No que toca a denominações religiosas de Portugal, não tenho conhecimento de nenhuma que possa estar presente no entanto, consta que a Igreja Católica, mais precisamente o Vaticano, tenciona entrar no Metaverso, mas de forma mais sensata na minha opinião, ficando-se pela disponibilização da sua arte na forma de NFTs.

Conclusão

Como disse anteriormente, toda a tecnologia é neutra, ela apenas servirá o propósito definido pela intenção de quem a utilizar, se o propósito for bom, será uma benção, da mesma forma que se o propósito for mau será uma maldição.

Porém, a questão não é tão fácil como esta explicação, há que ter discernimento e perceber se a tecnologia não está a ser empregue de forma errada, pelo que ainda que o propósito seja bom, os resultados podem ser nefastos.

Ainda que a tecnologia evolua muito mais rápido que nós seres humanos, ela tem de nos servir, não o contrário. Isto quer dizer que tudo o que atente às nossas necessidades intrínsecas de verdadeiro contacto com outros seres humanos, deve ser contido e controlado, pois não há como sentir o próximo numa realidade virtual.

Não sou necessariamente contra o recurso às novas tecnologias (este artigo bem como outros que tenho escrito, são prova disso) para auxiliar na obra das Igrejas Cristãs, bem como de outras religiões, mas oponho-me totalmente a digitalização do que é Sagrado.

Parece que não aprendemos nada com a pandemia...

Parte deste artigo foi escrito com a assistência do ChatGPT, uma IA desenvolvida pela OpenAI.