Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

André Martinho

Escritas sobre a busca por sabedoria, rumo a um ser humano melhor.

André Martinho

Escritas sobre a busca por sabedoria, rumo a um ser humano melhor.

Detox mental em 15 bons hábitos

O flagelo do apelo ao consumo anda connosco para todo o lado. Uma escravatura que aprendemos a amar.

Vivemos tempos desafiadores, onde praticamente tudo pede a nossa atenção, com o objectivo de nos manter permanentemente no modo consumidor, quer seja de produtos e serviços ou de conteúdos, conteúdos esses que por sua vez nos remetem de volta aos produtos e serviços, mas também a mais e mais conteúdos. O mundo de hoje é assim...

Independentemente de como o mundo de hoje se desenrola, cabe a nós ter o discernimento de perceber o que é o melhor para nós, que produtos comprar e que conteúdo consumir, mas para fazermos as escolhas certas, temos acima de tudo saber o que precisamos.

Muitos de nós nos encontramos presos num dilema sobre o que comprar e o que consumir, quando muitas vezes o dilema deveria ser comprar ou não comprar, consumir ou não consumir, revelando desta forma que quase sempre a resposta à pergunta sobre o que precisamos, é que não precisamos de nada ou melhor, precisamos de não precisar de nada.

Esta necessidade permanente advém do excesso de estímulos aos quais estamos expostos desde a infância, que captam a nossa atenção para posteriormente a direccionar para algo que ainda não temos, mas que de alguma forma nos convenceram que precisamos. 

O surgimento dos smartphones veio agravar de forma drástica esta situação, pois este flagelo do apelo ao consumo anda connosco para todo o lado. É uma escravatura que aprendemos a amar, mas da qual temos urgentemente de nos libertar.

Desintoxicação mental

Certamente que já ouviu falar dos populares batidos detox para desintoxicar o corpo. Infelizmente não se fala o suficiente de receitas detox para a mente. Acho inútil querer desintoxicar o corpo sem fazer primeiramente o mesmo à mente, a origem de tudo...

Segue agora uma lista de quinze hábitos que em conjunto, farão a necessária desintoxicação mental para que possamos nos sentir verdadeiramente saudáveis:

  1. Desconexão digital tem de ser o primeiro passo, pois esta é a porta e nos dias que correm, esta porta tem estado escancarada. As crianças passam horas em frente aos ecrãs expostas a qualquer tipo de conteúdo, bem como os adultos, que vêem no smartphone um meio de conforto do qual estão seriamente dependentes. É necessário desligar os ecrãs: smartphones, tablets, TVs, etc.
  2. Minimalismo é uma filosofia de vida que nos prova que não precisamos de quase nada. Ao nos livrarmos das coisas e coisinhas que acumulamos, ganhamos espaço para o que realmente importa.
  3. Leitura e escrita em papel. É alarmante a quantidade de pessoas que nunca leu um livro e que não escreve de todo em papel, dando prioridade às notas no smartphone.
  4. Hobbies como tocar um instrumento, jogar xadrez, desenhar ou pintar, são exercícios mentais interessantes e saudáveis para pôr em prática.
  5. Voluntariado, com o tempo disponível para tal, é uma excelente decisão para fazer algo diferente, que nutra a nossa mente, colocando bons valores em acção.
  6. Redução de substâncias como o álcool, cafeína, açúcar e tabaco. Estas substâncias afectam o nosso cérebro pois são substâncias estimulantes e que viciam.
  7. Alimentação saudável desintoxica o corpo, e a par com a desintoxicação mental obtemos o serviço completo.
  8. Exercício físico e alimentação saudável andam de mãos dadas, não adianta focar em um sem focar no outro.
  9. Sono reparador é importantíssimo para a saúde mental, pondo estes hábitos em prática dia após dia, é após o sono reparador que pode testemunhar os resultados.
  10. Natureza, estando em contacto com a natureza pode sentir a paz e tranquilidade que ela nos proporciona, não é por acaso que os parques, os jardins, a praia ou o campo são os lugares escolhidos para a prática do silêncio, meditação e relaxamento.
  11. Socialização é necessária, pois somos seres que precisam de contacto com o semelhante, no entanto para este contexto de desintoxicação mental, é necessário seleccionar muito bem com quem vale a pena socializar. Não adianta querer socializar com alguém que apenas irá contribuir com mediocridade fútil.
  12. Organização. Temos de passar a acordar e saber que temos o dia previamente planeado. Isto vai fazer com que nos sintamos motivados para as tarefas delineadas e o tempo será melhor gerido, pelo que ganharemos tempo para nós próprios e para a família.
  13. Visualização e objectivos. Devemos traçar objectivos, não importa quais, têm é de ser realistas, e devemos exercitar a visualização da conquista desses mesmos objectivos. Esta prática trará grandiosos resultados, pois dará propósito à nossa vida e os objectivos que traçarmos serão cada vez mais nobres à medida que a nossa mente se torne cada vez mais saudável.
  14. Silêncio é imprescindível, devemos nos recolher com frequência para um lugar calmo e tranquilo onde o silêncio pode "fazer o seu barulho" sem interferências.
  15. Espiritualidade. Certamente que nem todos concordarão com este último ponto, no entanto note que não estou a sugerir que frequente uma igreja (apesar de ser uma boa ideia), mas por exemplo, a prática da oração é comprovadamente benéfica para a nossa mente.

Como pode verificar, os bons hábitos para uma desintoxicação mental não são sinónimo de isolamento social, muito pelo contrário, qualquer relacionamento neste sentido será sempre mais real que qualquer interação por veículos digitais.

A verdade é que este assunto deveria andar de mãos dadas com o tema da saúde mental, que apesar de ser um tema sério, só foi impulsionado pelos confinamentos do tempo do COVID-19, sendo que a urgência da promoção da saúde mental já era uma necessidade muito anterior a isso.