Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

André Martinho

Escritas sobre a busca por sabedoria, rumo a um ser humano melhor.

André Martinho

Escritas sobre a busca por sabedoria, rumo a um ser humano melhor.

Apaguei a minha conta no X (Twitter)

É algo que não me faz falta, mas por algum motivo o mantive na minha vida.

É verdade, eliminei a minha última rede social, o X (antigo Twitter). Já tinha feito o mesmo com o Facebook algures em 2019. É algo que não me faz falta, mas por algum motivo o mantive na minha vida.

Não quero que este conteúdo seja como tantos outros (vídeos principalmente) em que alguns influencers aconselham a sair das redes sociais, ou que ficaram certo tempo sem aceder às mesmas. No entanto, esse mesmo conteúdo é publicado perante um considerável número de seguidores e por lá permanecem, com a descrição do vídeo cheia de links: Facebook, Instagram, TikTok, etc.

O seguinte vídeo, é dos mais bonitos e profundos que já pude ver respeitante a esta temática:

Apesar deste vídeo ser direccionado para os utilizadores do Facebook, a sua mensagem serve para todos aqueles que vivem imersos nas redes sociais.

É preciso ser honesto e reconhecer as vantagens das redes sociais, principalmente no âmbito profissional, é uma óptima ferramenta de trabalho, mas há que admitir se elas são realmente necessárias, e esta é a parte em que me toca, insisti em manter-me activo no Twitter (actual X), justificando-me como sendo uma ferramenta de trabalho para este mesmo blog e na verdade, nunca acrescentou nada.

Em vez disso, dei por mim a publicar e republicar conteúdo por impulso, alimentando os problemas que quero combater, contrariando o propósito deste mesmo blog, bem como a missão que escolhi levar a cabo. 

Não sei dizer ao certo o que me levava a manter-me por lá, mas há uma coisa que eu sei e sempre soube: Eu não preciso de redes sociais e este blog também não precisa.

2 comentários

Comentar post